No seu ponto de venda encontrará dois categorias comerciais ou tipos de azeites diferentes: azeite virgem extra e azeite. Todos eles são uma fonte de ácidos gordos monoinsaturados, o que os torna um dos alimentos mais saudáveis, essenciais em qualquer dieta saudável. Vamos conhecê-los:

Azeite extra virgem

100% sumo de azeitona. São azeites obtidos a partir de azeitonas no seu estado de maturação ótimo, e apenas por meios mecânicos. Os azeites virgens são azeites de máxima qualidade, livres de defeitos, pelo que têm excelentes características de sabor e aroma, proporcionando uma festa para os sentidos. Os azeites virgens extra, além de serem uma fonte de ácidos gordos monoinsaturados, fornecem antioxidantes naturais, como os polifenóis do azeite ou a vitamina E, que têm demonstrado a sua capacidade de reduzir o colesterol, um fator de risco de doenças cardiovasculares.

Os azeites desta categoria podem ser monovarietais (obtidos a partir de uma única variedade de azeitona, de modo que se podem apreciar mais claramente os atributos específicos de cada uma), ou de mistura (contendo diferentes variedades de azeitonas em proporções diferentes).

Azeite virgem

Também derivam de sumo de azeitona 100%, e têm características notáveis ​​de sabor e aroma. No entanto, não atingem o nível de excelência dos azeites virgens extra. Partilham com eles a sua capacidade antioxidante e a sua riqueza em ácidos gordos monoinsaturados.

Azeite São azeites que contêm apenas uma mistura de azeite refinado e virgem ou virgem extra numa proporção variável. Azeites refinados são obtidos a partir de azeites virgens que não tenham cumprido os altos padrões de qualidade exigidos aos virgens e virgens extra. Partilham com estes o alto teor de ácidos gordos monoinsaturados, essenciais numa dieta saudável.